Facebook Twitter RSS
magnify
Home Cultura Entenda como funciona a tecnologia flex
formats

Entenda como funciona a tecnologia flex

O carro flex foi uma tecnologia lançada em 2003. Atualmente essa tecnologia é quase uma obrigatoriedade nos carros mais populares do mercado automobilístico.

É extremamente prático e cômodo poder misturar 2 tipos de combustíveis em seu veículo, podendo usufruir de um carro bicombustível, o que te dá mais oportunidade de escolher qual vai ser o mais vantajoso no momento, sendo pelo preço ou por preferência. Mesmo que ainda assim a gasolina seja a fonte de energia com maiores benefícios para os carros populares, o etanol tem inúmeros consumidores, além de oferecer mais potência e torque em diversos modelos.

Quem foi o pioneiro dessa tecnologia é o Volkswagen Gol, trazendo ela para o solo brasileiro. Com a novidade a tecnologia foi evoluindo com o passar dos tempos e se adequando cada vez mais. Com isso os carros flex passaram a ser constituídos por motores dotados de uma alimentação convencional e bicos injetores maiores e com vazão maior que o comum.

A taxa de compressão é uma diferença significativa em um carro monocombustível. Ela se posiciona entre os propulsores exclusivos de gasolina e os exclusivos de etanol, entretanto ela varia de veículo para veículo. Anos depois da tecnologia o Volkswagen Up! se tornou um dos mais econômicos veículos do Brasil. Ainda assim, mesmo com os anos de mercado, e de ser uma característica forte em boa parte dos automóveis, a tecnologia flex pode deixar algumas dúvidas e inseguranças aos condutores que não compreendem seu funcionamento.

Uma dessas dúvidas é a possibilidade da troca de combustível de forma repentina. Isso é perfeitamente possível de se fazer e não prejudica seu carro ou o motor. Por ter um sistema de injeção específico, o veículo consegue identificar qual é a fonte de energia que está sendo enviada para o tanque e, dessa forma, se ajusta para que todos os parâmetros de funcionamento continuem eficientes e adequados a fonte fornecida. O que isso significa? Que você pode não só escolher qual combustível deseja usar como também qual a proporção, sem nenhum problema com isso.

Recomendamos que, quando o tanque de combustível chegar ao esvaziamento completo e você preenche-lo com o combustível diferente, o motorista rode por volta de 10 minutos por questão de precaução de problemas na partida do veículo. Em casos assim o sensor pode demorar um pouco para perceber a troca.

A tecnologia flex ainda vem desenvolvendo outras tecnologias para proporcionar mais eficiência ainda aos automóveis que aderem a esse sistema de biocombustível. A sonda lambda é um exemplo disso. Esse sensor de oxigênio dentro do sistema de escape tem como função de analisar os gases emitidos, que tem uma diferença dos gerados por gasolina ou etanol. Caso haja muita gasolina ou etanol, ou até mesmo muito ar, sendo emitidos nos gases, o sistema lança um sinal para a central eletrônica do motor, este por sua vez passa a receber mais ou menos oxigênio.

O carro flex tem muitas vantagens para o condutor. Esse sistema, além de estar mais presente em carros populares, ainda são econômicos e práticos, o que traz muito mais conforto.

Acesse o site e confira nosso estoque de carros novos e seminovos.  Siga-nos no Facebook e fique por dentro de novidades, dicas e lançamentos do mercado de automóveis.

 
 Share on Facebook Share on Twitter Share on Reddit Share on LinkedIn
No Comments  comments 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *